10 sinais sutis do câncer ósseo que você deve prestar muita atenção

10 sinais sutis do câncer ósseo que você deve prestar muita atenção


Aproximadamente 3.010 adultos serão diagnosticados com câncer nos ossos neste ano. Mais de 1.400 morrerão em consequência dessa doença. Há vários tipos de câncer que acometem os ossos: o primário, que se desenvolve quando um tumor se origina dentro de um osso; e o secundário, que ocorre quando as células malignas outros órgãos caem na corrente sanguínea e se implantam nos ossos adjacentes ou à distância.

Segundo o onco-ortopedista Marcelo Bragança, do Hospital Clementino Fraga da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), os tumores malignos dos ossos secundários são os mais frequentes, e o pior é que os pacientes não percebem que o têm até que seja tarde demais. Não ignore estes sintomas que o especialista enumera abaixo.

1. Dor nos ossos

De acordo com Marcelo Bragança, a dor persistente é frequente nos pacientes com câncer ósseo. “A dor persistente, que não melhora com o passar do tempo e piora a noite deve ser investigada por um especialista para um diagnostico diferencial de um possível tumor ósseo”.

2. Inflamação

O tumor em crescimento tem severos efeitos inflamatórios, frequentemente causando um grande inchaço e sensibilidade na zona afetada, onde o câncer está presente. Se você nota que partes próximas às articulações estão inflamadas e não parecem se curar, não deixe de consultar o seu médico.

3. Fratura

“Os ossos nos quais um tumor maligno se implantou frequente ficam fragilizadas à medida que o tumor progride. Essa redução da resistência óssea pode causar fraturas espontâneas ou com pouquíssimo trauma”, informa o médico. Por exemplo, simplesmente estar de pé ou pressionar um osso afetado pode resultar em fratura. Como os tumores podem se propagar muito rapidamente, os ossos próximos também podem ficar frágeis e propensos a grandes fraturas.

4. Perda de peso repentina

De acordo com Bragança, uma grande perda de peso não intencional e não explicada, que não seja resultado de estresse, assim como algumas mudanças em sua dieta ou rotina de exercícios, poderiam ser sinais iniciais de câncer de ossos. “Também é possível notar uma perda de peso junto com a redução de apetite e prisão de ventre (incapacidade de eliminar dejetos corporais). Esses sintomas podem ser devido a muitas outras condições. Mas não faz mal nenhum ficar de olho”, alerta.

5. Fadiga

A fadiga ou esgotamento físico, mental e emocional sem razão pode ser um indicador de um problema subjacente, como o câncer. “As pessoas com câncer têm um cansaço contínuo e duradouro que não melhora com o descanso. Se você se sente constantemente esgotado sem nenhuma explicação aparente, é hora de marcar uma consulta com o seu médico e fazer um check-up intensivo. Quanto mais cedo, melhor”, aconselha o especialista.

6. Anemia

A anemia frequentemente indica um problema subjacente, e pode ocorre no câncer ósseo, principalmente no mieloma múltiplo.

7. Perda de apetite

Muitos pacientes com câncer perdem seu desejo de comer porque os alimentos não têm mais o mesmo cheiro e sabor. “Isso acontece quando as células malignas absorvem os nutrientes dos alimentos e deixam poucos nutrientes para nutrir as células saudáveis e também devido a uma série de mediadores inflamatórios produzidos pelas células neoplásicas”, explica.

8. Insônia

Um sintoma muito revelador desse tipo de câncer é uma dor óssea insuportável que piora à noite. Isso frequentemente causa uma grande dificuldade para dormir se o paciente está extremamente incomodado. “A dor noturna é uma característica frequente dos tumores ósseos agressivos”, afirma Bragança. 

9. Infecções frequentes

O câncer frequentemente reduz a imunidade do organismo. Além disso, o corpo fica propenso a febre, rigidez muscular e sintomas gerais similares aos da gripe, que podem deixar a pessoa suscetível a outras infecções e doenças devido à diminuição da imunidade. Tudo começa com um grande cansaço que parece não diminuir com o tempo, seguido de diferentes sintomas que debilitam ainda mais o organismo.

10. Tratamentos para o câncer de ossos

Os tratamentos prescritos para o câncer de ossos se baseiam sempre no tipo,  tamanho e localização. Também depende se o câncer se propagou de um mesmo osso afetado para qualquer tecido circundante. “Os tratamentos mais comuns para esse tipo de câncer incluem uma combinação de cirurgia para remoção do tumor, quimioterapia para destruir as células malignas, sua propagação e novo crescimento, medicamentos venosos para fortalecer os ossos e a radioterapia. Dessa forma, a cura é alcançada em muitos casos”, finaliza.
 

Serviço:

Dr Marcelo Bragança

Endereço: Rua Voluntários da Pátria, 190, 1026 – Botafogo

Telefone: (21) 3239-5000
www.oncoortopedia.com.br